O Que Acontece com o Veículo do Motorista Flagrado Com o Licenciamento Atrasado??

O CRLV, comumente conhecido com o documento do carro, é de porte obrigatório, assim como o seu pagamento. A não quitação das taxas e demais débitos torna o veículo irregular e impedido de circulas em vias públicas. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) garante multas e penalidades ao motorista cujo documento está irregular.

Como Pagar Licenciamento Atrasado. Guia Passo a Passo

Caso seja pego circulando com o documento assim, o motorista pode sofrer várias consequências.

Para registrar um veículo é necessário emitir o número do Renavam (Registro Nacional de Veículos Automotores) já na compra, emplacar e emitir o CRV (Certificado de Registro do Veículo), onde consta as informações sobre o bem, como cor, número da placa, etc.

Após todos esses documentos estarem regulares, o motorista deve iniciar o processo de licenciamento mediante pagamento das taxas de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) e emissão do documento. O veículo só pode ser licenciado caso não haja demais débitos em aberto, como multas de trânsito, por exemplo.

O não pagamento do licenciamento do veículo pode gerar multas ao proprietário, pois se trata de uma infração gravíssima, uma vez que o veículo se torna irregular. O valor da multa é de R$293,47 e são adicionados 7 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) do responsável.

Continuar a conduzir o veículo com o licenciamento atrasado é passível de penalidades, como a apreensão do bem ou da carteira de motorista, e, em casos reincidentes, a cassação do direito de dirigir. Essas penalidades são, por muitas vezes, mais caras e burocráticas do que o pagamento inicial do licenciamento. O veículo apreendido é encaminhado para um pátio do Detran e todos os gastos gerados com o guincho e as diárias da estadia no pátio são de responsabilidade do proprietário, além da taxa para retirar o veículo.

É muito importante se atentar aos prazos do Detran para evitar problemas maiores no futuro. Caso o pagamento seja feito com antecedência, o órgão oferece descontos que podem chegar até 20% do valor total. Confirme as datas no calendário anual do Detran da sua região, elas são sempre divulgadas com antecedência!

Quitar parcialmente o licenciamento não basta para não ser penalizado, todas as taxas e etapas do processo devem ser quitadas e cumpridas. A vistoria deve ser realizada, as taxas de IPVA e DPVAT pagas, além das eventuais multas, para que o CRLV seja emitido e o veículo esteja regular para circulação.

O porte tanto da CNH quanto do CRLV é obrigatório e não apresenta-los em uma possível abordagem acarreta em multas gravíssimas de trânsito, que podem ter consequências muito sérias e caras ao proprietário.

Por se tratar de uma despesa anual, espera-se que os proprietários se preparem e se organizem para o pagamento, que pode ser feito de diversas formas.

Para os que preferem resolver pessoalmente, é possível ir até o Detran da sua região e solicitar a consulta dos documentos e taxas em aberto, e solicitar a guia de pagamento. Ela pode ser quitada nos bancos cadastrados, tanto em agências quanto em caixas eletrônicos. Importante relembrar que somente no Banco do Brasil e Creditan os pagamentos têm baixa no sistema no mesmo dia. Para as demais instituições, existe um prazo maior que pode variar, e em alguns casos chega a gerar quase 6 dias de espera para o débito ser baixado no sistema do Detran.

Quem prefere consultar os débitos e realizar o pagamento online, o site do Detran disponibiliza essa opção. É muito mais prático e rápido e muitos motoristas optam por essa maneira. O adiantamento do licenciamento só é possível solicitar virtualmente.

Deixe seu comentário